Laguna SC / Amurel registra aumento na geração de empregos.

Na contramão da crise e contrariando inclusive a média negativa no país, a região da Amurel teve um crescimento na geração de empregos formais no mês de novembro, segundo dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), divulgados ontem pelo Ministério do Trabalho. Onze municípios apresentaram saldo positivo, contra oito com números negativos.
Em outubro, nove municípios tiveram saldo positivo, dez tiveram negativos e um (Imbituba) se apresentou neutro – sem demissões ou admissões no período. Agora em novembro, o destaque no crescimento fica por conta de Tubarão, com um saldo positivo de 119 empregos. Foram admitidos 1276 trabalhadores e demitidos 1157. Em outubro, o saldo havia sido de 37 empregos novos e, no mesmo período de 2016, o saldo apresentado foi negativo, com -247.
Imbituba, que em outubro não apresentou nenhum registro de demissões ou admissões, desta vez ficou em segundo lugar no ranking das cidades que mais empregaram na região, com um saldo de 111 empregos. Foram admitidas 423 pessoas, e 312 demitidas. Garopaba ficou em terceiro, com 82 novos postos de trabalho (246 admissões e 164 demissões).
Santa Rosa de Lima (7), Armazém (6), Rio Fortuna (2), São Martinho (2), Treze de Maio (2),  Pescaria Brava (2), Gravatal (1) e Grão-Pará (1) fecham a lista dos municípios que tiveram saldo positivo nas contratações em novembro.
Laguna foi a cidade onde mais ocorreram demissões, com um saldo negativo de -38. Foram 244 contratações contra 282 desligamentos. Sangão vem em segundo lugar, com saldo de -18. Foram 191 contratações, mas 209 trabalhadores perderam o emprego. Braço do Norte e Capivari de Baixo vêm empatados em terceiro lugar, com saldo negativo de -17 (em Braço do Norte foram 396 admissões e 413 demissões, e em Capivari de Baixo foram admitidas 91 pessoas e demitidas 108). Os outros municípios que apresentaram saldo negativo foram Jaguaruna (-11), Pedras Grandes (-11), Imaruí (-10) e São Ludgero (-2).
Em Tubarão, desde 2013 o número de empregos em novembro não apresentava saldo positivo, segundo o Caged. Neste mês, o comércio foi o que mais empregou, com saldo de 224 novos empregos, e o setor de serviços foi o que mais demitiu, ficando com um saldo negativo de -49 empregados .
No acumulado do ano, ou seja, de janeiro a novembro, o saldo de empregos ficou positivo em Tubarão. Foram 205 novos postos de trabalho. Ao todo, foram 15.633 contratações e 15.428 desligamentos.
Santa Catarina
O Estado também comemora os números positivos de novembro. Foi o vice-líder em geração de empregos este mês ao criar 4,9 mil vagas formais, segundo o Caged. Foi o melhor resultado para o mês desde 2014, quando o Estado registrou saldo de 8,4 mil vagas. Este foi o primeiro mês de registro de vagas do Caged após a reforma trabalhista ter entrado em vigor, no dia 11 de novembro. No entranto, o saldo foi negativo no país: desapareceram 12,3 mil postos de trabalho. A indústria da transformação e a agropecuária tiveram os maiores pesos nesse resultado. Ao todo, 13 unidades da federação apresentaram saldo positivo em novembro, sendo que o Rio Grande do Sul foi o líder. Em Santa Catarina, o bom resultado foi puxado pela expansão do comércio (+5.090 postos), dos serviços (+1.592 postos) e da agropecuária (+908 postos). Já a indústria da transformação teve o pior resultado, com menos 1,4 mil empregos.
Projeção nacional.
A projeção do Ministério do Trabalho é que em 2018, com o crescimento da economia (Produto Interno Bruto – PIB) em 3%, devam ser criados 1.781.930 empregos formais até o fim do ano, em comparação com o mesmo período de 2017.
O ministério também divulgou uma estimativa mais otimista, considerando o crescimento do PIB em 3,5%, com a criação, no próximo ano, de 2.002.945 vagas.
Fonte: Jornal Diário do Sul
http://diariodosul.com.br/SITE2015/noticia/33330/Amurel-registra-aumento-na-geracao-de-empregos–.html

Comentários

comments

X

Pin It on Pinterest

X